NEUROPSICOLOGIA

SERVIÇOS DE AVALIAÇÃO E REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA:

Estas patologias manifestam-se nos comportamentos do tipo impulsivo, na perda da capacidade de planeamento e execução de tarefas simples, nas dificuldades de atenção/concentração, de memória e da perceção visual.

Caso necessite deste tipo de serviço certifique-se que é atendido por um neuropsicólogo (psicólogo com especialização em Neuropsicologia). É uma área que requer conhecimentos e treino específico.

Realizamos:

Avaliação Neuropsicológica / Reabilitação Cognitiva; Processos de Reforma e Incapacidadade / Juntas de Saúde (Relatórios de Incapacidade – Psicotécnicos para pedidos de Reforma Antecipada):

  • Seg. Social
  • ADSE
  • Seguradoras
  • Tribunal

Realizamos avaliações Neuropsicológicas, que legalmente, são requeridos, de reforma antecipada (por acidente cerebral, degradação da memória) ou de invalidez por incapacidade (pós acidente, deficiência mental, processos demenciais; necessidade de apresentar provas (Reformas Antecipadas; Companhias de Seguros; etc.) das suas capacidades ou incapacidades.

Reabilitação Neuropsicológica:

A reabilitação neuropsicológica visa assistir a pessoa com uma determinada problemática (assim como os familiares) a potenciar o seu funcionamento  cognitivo e social de acordo com as condicionantes de cada situação.

Avaliação Neuropsicológica:

A avaliação neuropsicológica é indicada enquanto meio complementar de diagnóstico em casos nos quais exista suspeita de dificuldades cognitivas, emocionais, e/ou comportamentais de origem neurológica.

Nesta avaliação identificam-se as funções cognitivas que se encontram afetadas e preservadas (por exemplo, atenção, memória, linguagem, funções executivas, raciocínio), assim como a magnitude das alterações. A entrevista ao indivíduo e familiar/cuidador, a observação e testes neuropsicológicos representam os seus principais métodos de avaliação.

A avaliação neuropsicológica é realizada ao longo de várias sessões (em média 2 a 3 sessões), sendo o processo concluído com a apresentação do relatório da avaliação ao doente e /ou entidade requerente.

A AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA PERMITE:

  • Identificar a presença de alterações cognitivas, emocionais e comportamentais em situações de patologia não degenerativa (ex: Acidente Vascular Cerebral, Traumatismo Cranioencefálico), patologia degenerativa (ex. Doença de Alzheimer, Doença de Parkinson), perturbação neurodesenvolvimental (ex: Perturbações do Espectro do Autismo, Perturbação de Hiperactividade com Défice de Atenção), entre outras;
  • Contribuir em situações de diagnóstico diferencial (ex: classificar subtipos de demência ou diferenciar sintomas neurológicos de psiquiátricos);
  • Caracterizar de modo detalhado as capacidades do indivíduo que se encontram deficitárias e as que permanecem intactas;
  • Monitorizar e avaliar os efeitos de terapêuticas (farmacológicas e/ou de reabilitação neuropsicológica);
  • Apoiar o desenvolvimento de programas de reabilitação neuropsicológica, identificando limitações e recursos dos indivíduos e delineando estratégias de intervenção.

REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA

A reabilitação neuropsicológica visa assistir a pessoa com uma determinada problemática (assim como os familiares) a potenciar o seu funcionamento cognitivo e social de acordo com as condicionantes de cada situação.

A REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA TEM COMO OBJETIVOS:

  • A recuperação e/ou compensação de défices provocados por lesão neurológica (ex: traumatismo cranioencefálico, acidente vascular cerebral) ou perturbações neurodesenvolvimentais (ex: perturbações do espectro autismo);
  • A “não deterioração” e/ou compensação das capacidades cognitivas nas doenças degenerativas, como na doença de Alzheimer. É ainda indicada no acompanhamento do envelhecimento cerebral normal e em casos de pessoas saudáveis interessadas em melhorar as suas capacidades como, por exemplo, a memória e a atenção.

A reabilitação neuropsicológica foca-se igualmente na consultadoria a  indivíduos relacionados com o utente, pretendendo-se em específico:

  • Informar e aconselhar os utentes e familiares sobre a natureza das lesões, os seus efeitos e formas de lidar com as limitações apresentadas, assim como discutir expectativas de recuperação;
  • Oferecer consultadoria ao contexto escolar/entidade patronal dos utentes, fornecendo informação sobre a natureza das lesões e efeitos das mesmas no desempenho, promovendo estratégias para facilitar a aprendizagem/produtividade dos indivíduos assim como a sua integração, funcionalidade e bem-estar.